redalyc.org

Sistema de Información Científica Redalyc
Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal

redalyc.org redalyc.org
ASPECTOS DA DEGLUTIÇÃO EM INDIVÍDUOS COM TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO
Allan Carlo Viégas Serra, Lucieny Silva Martins Serra;
Revista CEFAC 2006 8(1)
Resumen
Portugués Inglés
Objetivo: levantar as condições de alimentação no momento da alta de sujeitos acometidos por traumatismo cranioencefálico (TCE) e os dados clínicos referentes ao período de internação; verificando possíveis associações entre as variáveis. Métodos: coleta de dados em 340 prontuários de sujeitos que foram hospitalizados no Hospital Socorrão I no ano de 2004 vítimas de TCE e que ficaram sob observação hospitalar por um período mínimo de cinco dias. Resultados: 89,8% dos sujeitos receberam alta alimentando-se por via oral, 7,6% receberam alta alimentando-se via sonda nasoenteral (SNE), 2,6% receberam alta gastrostomizados. A maioria dos indivíduos era do gênero masculino com idades variando de 11 meses a 93 anos, e média de 28,8 anos. Houve associação entre tipo de alimentação na alta e tempo de internação, apontando via oral com menos tempo de internação, inversamente proporcional à alta com gastrostomia; dieta via oral e idade, sendo a via oral associada à menor idade; procedimentos na internação e tempo de internação, sendo que procedimentos mais complexos exigiram tempo maior de permanência hospitalar; tempo de internação e idade, apontando uma tendência estatisticamente significante de sujeitos com mais idade ficarem por mais tempo internados. Conclusão: a maioria do grupo estudado foi composta por sujeitos do gênero masculino de até 30 anos. A via oral na alta esteve associada ao menor tempo de internação nos pacientes com menos idade. Quanto aos procedimentos na internação, quanto mais complexos, exigiram mais tempo de permanência, especialmente entre sujeitos de mais idade.

Palabras clave: Traumatismos Cerebrais, Transtornos de Deglutição, Fonoaudiologia.
Ver Resumen
Universidad Autónoma del Estado de México
Sistema de Información Científica Redalyc ®
Versión 3.0 | 2017
redalyc@redalyc.org