redalyc.org

Sistema de Información Científica Redalyc
Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal

redalyc.org redalyc.org
Aditivos vs teores de concentrado na ração de bubalinos e bovinos: digestibilidade in vitro da matéria seca
Juliano Ricardo Fontanini Beleze, Lucia Maria Zeoula, Guido Jacobi, Sergio Luiz Candêo Filho, Ricardo Kazama, Meiby Carneiro de Paula;
Acta Scientiarum. Animal Sciences 2007 29(4)
Resumen
Portugués Inglés
Avaliou-se a digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) de rações com cinco teores de concentrado (0, 5, 10, 20 e 50%) e ausência ou presença de aditivos (raçõestestemunha, com ionóforo (Rumensin R) e com probiótico (Beef-saccR)), consistindo um fatorial de 5 x 3. Também, foi avaliada a DIVMS de rações com 50:50% volumoso:concentrado, sem e com a adição de ionóforo, probiótico e antibiótico promotor de crescimento (BMDR) e sua combinação, perfazendo oito rações com quatro repeticões, em delineamento inteiramente casualizado. Em todas as rações avaliadas, foi utilizado liquído ruminal de um bovino e de um bubalino. Para as duas espécies, houve interação (p < 0,01) para os teores crescentes de concentrado e aditivos. Para os bubalinos, a ração com ionóforo apresentou valor máximo para a DIVMS (64,8%) para 41,9% de concentrado, em relação àXs rações-testemunha e com probiótico, que apresentaram comportamento semelhante. Para os bovinos, verificou-se superioridade do probiótico em relação ao ionóforo em rações com até 50% de concentrado. Entretanto, para o efeito isolado e combinatório entre aditivos em rações com 50:50% volumoso:concentrado, sobre a DIVMS, os resultados permitem concluir que as combinações foram semelhantes ou inferiores aos efeitos isolados dos aditivos, em ambas as espécies.

Palabras clave: Antibiótico, bovinos, bubalinos, ionóforo, probiótico.
Ver Resumen
Universidad Autónoma del Estado de México
Sistema de Información Científica Redalyc ®
Versión 3.0 | 2017
redalyc@redalyc.org