Sistema de Información Científica Redalyc
Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal

redalyc.org redalyc.org
LESÕES DO APARELHO LOCOMOTOR NOS ACIDENTES COM MOTOCICLETA
Pedro Debieux, Carla Chertman, Nacime Salomão Barbachan Mansur, Eiffel Dobashi, Helio Jorge Alvachian Fernandes;
Acta Ortopédica Brasileira 2010 18(6)
Resumen
Portugués Inglés
Estudo realizado no município de São Paulo entre janeiro de 2001 e julho de 2002 e tem como objetivo analisar o perfil do indivíduo envolvido em acidentes motociclísticos avaliando: o perfil do condutor, as circunstâncias dos acidentes, as lesões e o uso de equipamentos de segurança. Foram encontrados 387 pacientes sendo 354(91,0%) do sexo masculino, entre 16 e 44 anos e considerados os indivíduos que necessitaram somente do tratamento traumato-ortopédico. O mecanismo de trauma mais comum envolveu a colisão entre a moto com outro veículo (67,0%), numa velocidade entre 20-60km/h (73,0%), em pessoas com menor experiência (67,0%) na idade entre 21-24 anos (45,0%), nos quais 532 (53,9%) lesões ocorreram nos membros inferiores. Quanto ao tipo de lesão tivemos 393(39,8%) ferimentos, 314(31,8%) contusões e 212(21,5%) fraturas [ossos do pé 34(16%), fêmur 32(15,1%), tornozelo 27(12,7%), tíbia 25(11,8%)]. A reincidência foi observada em 231(60,0%) acidentes e somente 6,0% dos pacientes não usavam equipamentos de proteção.O aumento da velocidade relacionou-se à um índice maior de fraturas quando foi aplicado o teste de Mann-Whitney (p=0,001). Pesquisas de engenharia mecânica e de engenharia de tráfego, associadas à rigorosa fiscalização e conscientização da população, devem ser consideradas o método mais efetivo , que é o da prevenção.

Palabras clave: Motocicletas, Acidentes de trânsito, Traumatismos
Ver Resumen
Universidad Autónoma del Estado de México
Sistema de Información Científica Redalyc ®
Versión 3.0 | 2017
redalyc@redalyc.org